MALA DIRETA



ÍNDICES ECONÔMICOS

ÍndiceValorMês
IGP-M-0,72Julho
IGP-M (Índice)
INCC-DI0,30Julho
INCC-DI (Índice)
INCC-M0,22Julho
INCC-M (Índice)
INPC0,17Julho
IPCA0,24Julho
TR-M0,0509Ago/2017

NOTÍCIAS

Conselho do FGTS eleva limite para crédito imobiliário em 108 cidades

12 de dezembro de 2016

Valor dos imóveis financiados pelo FGTS varia de acordo com o tamanho das cidades e as regiões onde elas se encontram

Por Redação SindusCon-SP 07/12/2016 20:59:22

O conselho curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou nesta terça-feira, 6, uma alteração no valor de imóveis financiáveis pelo fundo nos municípios com população entre 100 mil e 250 mil pessoas. Segundo o Ministério do Trabalho, a mudança atinge 108 municípios de diversas regiões do País.

O valor dos imóveis financiados pelo FGTS varia de acordo com o tamanho das cidades e as regiões onde elas se encontram. Na maior parte dos municípios, o teto do valor do imóvel financiado pelo fundo subiu de R$ 135 mil para R$ 170 mil em linhas especiais como o pró-cotista.

A secretária nacional de habitação, Maria Henriqueta Arantes Ferreira Alves, explicou que o objetivo foi fazer um ajuste de mercado. “Estamos buscando promover contratações em municípios onde havia demanda, mas não havia teto compatível com essa demanda”, afirmou.

No mês passado, o governo decidiu elevar o valor do imóvel que pode ser comprado com recursos do FGTS, assim como o valor da casa própria que pode ser financiada dentro das regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) – modalidade de crédito que conta com juros mais baratos. A decisão foi tomada em reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), órgão que reúne os ministros da Fazenda e do Planejamento e o presidente do Banco Central.

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

CRC Engenharia

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

Figueiredo & Almeida

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

Prime Construções e Incorporações

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

ASSOCIADOS

IMOBILIÁRIAS

Fontan Imóveis

IMOBILIÁRIAS

COLABORADORES